The Via Francigena today – A Via Francigena Hoje

The Via Francigena was a path of communication which contributed to the cultural unity of Europe in the Middle Ages.  Along it passed people and goods, but also knowledge and experience, moving with the slow pace and consideration attributed to those who travel on foot. A rhythm, which also allows a modern pilgrim a better understanding of the landscape, of history and of the nations of the past and present. The journey turns into a gradual immersion in the roots of our culture, in which subtle changes in the landscape, small and great works of art, the few people we meet along the way, provide us with their message. We assimilate step by step and slowly begin to understand the essence of our heritage.

Far from the media bombardment that characterizes each of our days, and that does not allow us to understand one story before it moves to the next, the rhythms and spaces of the via Francigena change our perception of the world, bringing us back to a medieval vision of what surrounds us. We have to deal with practical problems such as hunger, thirst, heat and cold, fear of the dark in a forest in the evening, or a dog that chases us along the path. Ancient problems that will make us understand ancient solutions: the location of the villages, their structure, the distance between one village and another, often responding to the needs of travellers and the opportunities offered by the route.

The via Francigena is also a journey passing through the Italian landscape, a fascinating array of geographical features, often productive but socially diverse. The landscape changes seamlessly: from the pastures of the Aosta Valley to the industrial and agricultural plain of Piedmont, from the broad Po river to the rolling hills of Emilia, from the harshness of northern Tuscany to the sweetness of the Crete Senesi and the enchantment of the volcanic lakes of Lazio. With the changes in landscape we also see changes in the industry, the people, the social fabric and the population density: from the depopulation of the Alpine and Apennine valleys to the overcrowding of the Roman suburbs, travelling we see the Italian countryside, in its many forms.

The path is extraordinarily beautiful and unexpectedly new and original even if you already know some of the places visited. The journey will change your point of view and change your rhythm. Many of us know Sienna or San Gimignano, or at least we think we know: but really we are just passing through them. Travelling on the via Francigena we realize that the road has influenced the fabric of the villages that have developed along its length, It is often aligned with the main street and bordered by the most important churches and the most beautiful buildings. Perhaps you are aware that many of the masterpieces of Romanesque architecture stand beside the via Francigena, but in our journey we meet them one after the other, fully understanding the importance of this route, and the influence it had on the religious and artistic development of an era.

A Via Francigena era um caminho de comunicação que contribuiu para a unidade cultural da Europa na Idade Média. Junto passou pessoas e bens, mas também o conhecimento e experiência, movendo-se em  ritmo lento consideração atribuída a quem viaja a pé. Um ritmo, que também permite a um peregrino moderno uma melhor compreensão da paisagem, da história e das nações do passado e do presente. A viagem se transforma em uma imersão gradual nas raízes da nossa cultura, em que mudanças sutis na paisagem, pequenas e grandes obras de arte, as poucas pessoas que encontramos ao longo do caminho, fornecer-nos com a sua mensagem. Nós assimilamos passo a passo e, lentamente, começamos a compreender a essência do nosso património.

Longe do bombardeio da mídia que caracteriza cada um dos nossos dias, e que não nos permitem compreender uma história antes de ele se move para o próximo, os ritmos e espaços da via Francigena mudam a nossa percepção do mundo, trazendo-nos de volta a uma medieval visão do que nos rodeia. Temos de lidar com problemas práticos, tais como fome, sede, calor e frio, medo do escuro em uma floresta à noite, ou um cão que persegue-nos ao longo do caminho. Problemas antigos que nos farão entender soluções antigas: a localização das aldeias, a sua estrutura, a distância entre uma aldeia e outra, muitas vezes, responder às necessidades de viajantes e as oportunidades oferecidas pela rota.

A via Francigena é também uma jornada que passa através da paisagem italiana, uma fascinante variedade de características geográficas, muitas vezes, mas socialmente produtivas diversificadas. A paisagem muda continuamente: desde os pastos do Vale de Aosta para a planície agrícola e industrial do Piemonte, a partir do largo rio Pó para as colinas da Emilia Romagna, da aspereza do norte da Toscana para a doçura do Senesi Creta e o encanto dos lagos vulcânicos do Lazio. Com as mudanças na paisagem vemos também mudanças na indústria, as pessoas, o tecido social e da densidade populacional: a partir do despovoamento dos vales alpinos e Apeninos para a superlotação dos subúrbios romanos, viajando vemos o campo italiano, nsa suas muitas formas.

O caminho é extraordinariamente bonito e inesperadamente novo e original, mesmo se você já conhece alguns dos locais visitados. A viagem vai mudar o seu ponto de vista e mudar o seu ritmo. Muitos de nós já ouvimos falar em Sienna ou San Gimignano, ou pelo menos nós pensamos que já ouvimos falar, mas realmente estamos apenas passando por eles. Viajando na Via Francigena percebemos que a estrada tem influenciado o tecido das aldeias que se desenvolveram ao longo de seu comprimento, muitas vezes é alinhada com a rua principal e cercada pelas igrejas mais importantes e os mais belos edifícios. Talvez você esteja ciente de que muitas das obras-primas da arquitetura românica ficam ao lado da via Francigena, mas em nossa jornada que para conhecê-los um após o outro, e compreender plenamente a importância desta rota, e a influência que teve sobre o desenvolvimento religioso e artístico de uma era.

Confira o texto original

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?