FAQ

Itinerário, viabilidade e acessibilidade

É possível caminhar pela Via Francigena com crianças?

O caminho é bastante difícil, algumas partes incluem o cruzamento com estradas bem movimentadas, outros andando à beira da estrada, mesmo que em estradas menos movimentadas que outras. Estes trechos são perigosos para as crianças, portanto não é aconselhável caminhar pela Via Francigena com crianças. O itinerário deve ser cuidadosamente estudado afim de que você possa escolher se quer passar por florestas, estradas rurais, ou rodovias. Sugerimos que você consulte a seção do site que contém os mapas de todo o itinerário, organizado passo à passo.

É possível caminhar pela Via Francigena com cães?

O itinerário, em grande parte, é repleto de natureza, o que é ideal para os nossos fiéis amigos (cães) viajem conosco. No entanto, os alojamentos muitas vezes não estão abertos aos cães. Sugerimos que você entre em contato com cada estrutura de acolhimento (albergues) com antecedência para se certificar de que seu cão seja bem-vindo. Clique aqui e veja todas as estruturas de acomodações aos peregrinos.

É possível caminhar pela Via Francigena no inverno?

O inverno não é a estação mais conveniente  para se realizar a peregrinação pela Via Francigena, tanto pelas condições climáticas quanto pela praticabilidade do itinerário e a disponibilidade dos serviços ao longo do caminho. Por isso, é necessário planejar cuidadosamente a sua viagem, informando-se sobre a viabilidade do caminho e o período de abertura de cada ponto de alojamento. Pergunte sobre o sistema de estrutura de aquecimento: a maioria dos refúgios não são aquecidos. É aconselhável entrar em contato com as estruturas com antecedência para obter este tipo de informação. Também lembramos que o passo do  Grande São Bernardo está aberto apenas no Verão, a partir do início de Junho ao início de Setembro.

Como atravessar o Passo do Grande São Bernardo em períodos de fechamento?

De Outubro a Maio, não é possível atravessar o Grande São Bernardo a pé. O caminho só está aberto apenas no verão (do início de Junho ao início de Setembro). É possível pegar um ônibus da linha Savda, que vai da aldeia de Bourg St Pierre à Aosta. Os horários estão disponíveis no site da empresa.

A Via Francigena é acessível a pessoas com deficiência?

É um itinerário difícil, e poucas partes estão equipadas para pessoas com deficiência. A maioria das estruturas de alojamento não são acessíveis a eles.

É possível fazer a Via Francigena a cavalo?

Percorrer o itinerário da Via Francigena a Cavalo é realmente difícil, principalmente pela falta de acomodações equipadas. É preciso planejar cuidadosamente a viagem para garantir o bem-estar do animal, verificando os serviços disponíveis. O livro de Arianna Corradi “Quel sogno di partire a cavallo” (Equitare edizioni), em que o autora narra sua jornada a cavalo de Val di Susa à Canterbury em 2009, é um importante testemunho para os amantes de viagens a cavalo.

Qual é o ponto de partida sugerido?

É aconselhável escolher um ponto de partida com um serviço eficiente de transporte público.

É possível dividir o itinerário?

Sim, é apenas necessário selecionar cuidadosamente o seu ponto de partida e chegada entre os lugares com um serviço eficiente de transporte público.

A mesma credencial pode ser usada em diferentes períodos, e depois de ter caminhado os últimos 140 km em sua chegada à Roma, você terá direito ao Testimonium.

Qual é a credencial?

É um tipo de “carteira de identidade”, um documento que atesta que a pessoa que o detém, está realizando uma peregrinação em um local de culto. O peregrino deverá tê-la sempre consigo para ser identificado como tal e ter acesso às estruturas de acolhimento. Em cada lugar que for hospedado, receberá um selo (carimbada) até a conclusão do caminho.

Através da Credencial, será possível aos peregrinos obterem o Testimonium (documento escrito em latim e emitido pela Santa Sé atestando a veracidade da peregrinação).

Mais informações sobre como obter a credencial oficial, clique aqui.

Existe um serviço de transporte de bagagem?

No momento o transporte de bagagem não é viável na Via Francigena, porque nem todas as pousadas estão atendendo o dia inteiro. Muitas delas são geridas pela paróquia local, e os peregrinos costumam deixar as malas até o dia seguinte. Numa situação semelhante, em que não há uma pessoa que tome conta ou que a entregue de volta ao transportador no dia seguinte, o transporte de bagagens é feito por alguns operadores turísticos que incluem este tipo de serviço em seus pacotes.

O itinerário é bem sinalizado?

A sinalização  está bem distribuída, em algumas partes mais do que em outras. É aconselhável comprar o guia oficial, que fornece o itinerário preciso e detalhado.

A Via Francigena de bike

É possível percorrer a Via Francigena de bicicleta?

Sim, é possível realizar todo o itinerário desde o Grande São Bernardo até Roma. Você pode encontrar estágios e mapas e baixar os percursos de GPS de todo o itinerário em nossa página, clique aqui e baixe os mapas.

O caminho a pé pela Via Francigena é, em grande, parte transitável a uma mountain bike sem alforjes. Sugerimos não fazê-lo com alforjes em sua bicicleta pelas seguintes razões:

1. Em alguns trechos a bike precisa ser empurrada por estrada esburacada, em caso de chuva ou lama;
2. Há alguns riachos que não são fáceis de enfrentar com uma bicicleta;
3. Alguns caminhos são demasiadamente estreitos, e a bike precisa ser transportada nos ombros;
4. Alguns trechos de calçadas não podem ser transitados pelos ciclistas, apenas pelos pedestres;
5. Algumas partes urbanas tem tráfego intenso, ou há escadas que dificultam o percurso.

Todos estes problemas são resolvidos no itinerário de bicicleta.

Que tipo de bicicleta eu devo usar?

A melhor opção de bicicleta é uma MTB ou híbrida, sem amortecedores, estritamente equipada com pneus mistos, liso no centro e com cravos nos lados. O itinerário é caracterizado por longos trechos de asfalto.

É possível alugar uma bicicleta?

O serviço de aluguel de bicicletas e e-bike estão disponíveis desde o ano de 2015 ao longo do caminho entre San Gimignano e Roma, e de Pont Saint Martin e Santhià. Maiores informações podem ser obtidas no seguinte e-mail: Mais informações aqui.

Condições climáticas ao longo do caminho

Quais são as melhores estações para caminhar na Via Francigena?

Os melhores períodos para caminhar são em Maio, Junho e Setembro. Março e Abril são bastante chuvosos, e ainda é possível encontrar neve na parte do Vale de Aosta e sobre o Passo Della Cisa. Em Agosto, mês altamente turístico, pode ser difícil encontrar alojamento. Em Outubro, é também aconselhável, uma vez que o tempo ainda está ensolarado e quente. Para encontrar informações sobre as características das diferentes zonas climáticas ao longo do caminho, sugerimos a página da Wikipedia com informações sobre as temperaturas, níveis de chuva e faixas de temperatura.
Também lembre da abertura do Grande São Bernardo e que, portanto, só poderá atravessá-lo apenas a partir do início de Junho ao início de Setembro.

Transporte público

É possível usar os serviços de transporte público ao longo do caminho?

O itinerário atravessa pontos servidos por transportes públicos em quase todo o seu comprimento; uma estação ferroviária ou parada de ônibus estão presentes em quase todos os pontos. Você pode encontrar informações sobre as linhas que permitem contornar o Grande San Bernardo durante os nove meses de fechamento no site da empresa de ônibus Savda. Além disso, disponibilizamos uma lista detalhada das empresas de transporte público locais no seguinte link: Clique aqui para visualizar.

Comer e dormir

Onde posso encontrar indicação de alojamento ao longo do caminho?

A lista dos alojamentos está disponível e atualizada em nosso site.

Quanto custa os alojamentos?

A lista dos alojamentos, com informações sobre os respectivos preços, está disponível para download na seção de alojamento do site. O preço médio é geralmente maior do que o de um alojamento equivalente ao longo do Caminho de Santiago. O preço médio de uma noite em um albergue é de mais ou menos uns 15 euros em albergues privados (B&B’s). No entanto, existem instalações religiosas (casas paroquiais e demais estruturas mantidas pela igreja ou associações comunitárias) que fornecem alojamento de qualidade na base de uma “oferta” ou “donativo” simbólico.

É necessário reservar alojamento com antecedência?

Recomendamos planejar com antecedência, identificando em cada fase um alojamento adequado às suas necessidades.

Tenha em mente que muitas vezes os lugares de acolhimento tem apenas algumas camas. Sugerimos que você reserve com antecedência. No entanto, você deve notificar pelo menos um dia antes, especificando o tempo de chegada, porque muitas vezes os responsáveis dos albergues não vivem nas proximidades e sem aviso, você poderá encontrar recintos fechados.

Os albergues são abertos a todos?

Depende. O alojamento é frequentemente reservado aos peregrinos que possuem a credencial oficial.

É possível acampar ao logo do caminho?

Na Itália, acampar é permitido apenas em áreas especificamente equipadas, acampamento livre, geralmente não é admitido ao longo de toda a Via Francigena.

Onde grandes grupos (Escoteiros) podem se hospedar?

Caso viaje em grandes grupos, como Escoteiros, é aconselhável entrar em contato com paróquias locais para que esta providencie o vosso acolhimento.

O alojamento para os peregrinos incluem o uso gratuito de uma cozinha?

O uso gratuito de uma cozinha é frequentemente disponível, permitindo com que os peregrinos façam as suas próprias refeições. Para verificar a disponibilidade de uma cozinha livre no alojamento, sugerimos que você verifique a lista, clicando aqui.

Menus do peregrino estão disponíveis?

Mais e mais lugares propõem menus específicos para os peregrinos, com preços em torno de 12 ou 15 euros para uma refeição incluindo primeiro prato, segundo prato e bebidas.

Sugerimos que você pergunte diretamente aos hospitaleiros do seu alojamento.

Quanto custa geralmente um dia de viagem pela Via Francigena?

Se dormir em alojamento para peregrino, você deverá gastar uma média de 15 euros por noite. Nos hotéis, o custo sobe para 20 ou 25 euros por noite em quarto duplo. O jantar pode custar 15 ou 20 euros. Um almoço leve, cerca de 10 euros. E um pequeno almoço italiano, 3 euros.

Qual parte do itinerário preciso percorrer para receber o testimonium?

Os últimos 140 km, ou seja, de Acquapendente à Roma.

É necessário parar em pontos estabelecidos?

Não, você pode caminhar de acordo com as sua necessidades.

Total 3 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?